16/04/2019

Representantes do Coren-MS realizam palestras sobre infrações éticas e tríplice epidemia em Coxim

Os eventos ocorreram na Câmara Municipal e no campus da UFMS no município

Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte

O presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte, ministrou na manhã desta segunda-feira (15) a palestra intitulada “O panorama Atual das Infrações éticas do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como as Atividades/finalidades do COREN, COFEN e ABEN” para os alunos da disciplina “Ética, Bioética e Legislação Profissional”, do curso de enfermagem do campus da UFMS em Coxim.

Durante a palestra, Sebastião Duarte expôs aspectos na formação do profissional de enfermagem que podem acarretar em infrações éticas. “As ocorrências de infrações éticas são preocupantes, pois em muitas situações demonstram falhas não apenas de habilidade técnica, mas também de conhecimentos ético-legais”, alertou.

Sebastião Duarte destacou ainda a importância do trabalho do Coren. “O objetivo primordial do Conselho é zelar pela qualidade dos profissionais de Enfermagem, pelo respeito ao Código de Ética da categoria e pelo cumprimento da Lei do Exercício Profissional”, enfatizou.

Tríplice epidemia

Dr. Everton Ferreira Lemos

Também na manhã desta segunda-feira (15), o enfermeiro, professor e colaborador do Coren-MS, Dr. Everton Ferreira Lemos, realizou na Câmara Municipal de Coxim, a palestra intitulada “Tríplice Epidemia: (Dengue, Zika vírus e Chikungunya): informações confiáveis e perspectivas de enfrentamento”. O presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Duarte, prestigiou o evento.

Durante sua explanação, Lemos destacou que o cuidado e assistência da enfermagem são essenciais para se identificar mais facilmente os sinais precoces que possam levar a agravos dessas doenças e para contribuir com a redução na incidência das mesmas no futuro. “Os profissionais de enfermagem devem estar muito atentos para as notificações dessas doenças, uma vez que irão gerar indicadores importantes para fomentar estratégias de controle no país”, explicou.

Lemos também comentou sobre a importância da união da sociedade para combater essa epidemia. “Precisamos unir forças e sensibilizar a todos para juntos combatermos o Aedes. Caso não haja um esforço coletivo, a tendência é de enfrentarmos situações desfavoráveis, como temos enfrentado neste momento casos graves de dengue!”, alertou.

 





  • BannerLateral/e-dimensionamento
  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean