22/09/2020

Opine: Coren-MS abre consulta pública ao Protocolo de Enfermagem na Atenção às ISTs

Responda até 30/09 e contribua com o desenvolvimento da Enfermagem no estado

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren-MS) abriu consulta pública para a validação do quinto de oito protocolos que poderão ser utilizados pela Enfermagem na rede da Atenção Primária dos 79 municípios sul-mato-grossenses. Essas produções serão capazes de guiar a assistência, potencializando o conhecimento científico e o cuidado colocados em prática diariamente pelos profissionais da área.

O quinto Protocolo de Enfermagem publicado para consulta é o da Atenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) HIV/AIDS/HEPATITES B E C. De hoje (22/09) até 30/09, será possível opinar sobre seu conteúdo (textos, referências, tabelas, fluxograma e imagens). São esperadas contribuições de pesquisadores e profissionais da Enfermagem que atuam ou atuaram em Mato Grosso do Sul, devido ao caráter regional dos Protocolos de Enfermagem disponibilizados pelo Coren-MS, porém, contribuições vindas de outros estados brasileiros também serão bem-vindas.

Para ler o Protocolo de Enfermagem na Atenção Primária da Saúde da Mulher, clique aqui. Para opinar sobre ele e participar da consulta pública, clique aqui.

Os demais temas abordados pelo conjunto de Protocolos são são: Saúde do Adolescente (prazo para consulta pública encerrado); Saúde do Idoso (prazo para consulta pública encerrado); Saúde da Criança; Tuberculose e Hanseníase; Saúde do Homem (prazo para consulta pública encerrado); Infecções Sexualmente Transmissíveis; e Doenças Crônicas.

Autoria dos protocolos e processo de produção – Os Protocolos de Enfermagem da Atenção Primária de Mato Grosso do Sul foram produzidos por representantes do Coren-MS; da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MS); da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau); do Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul (DSEI-MS); e da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). As reuniões de trabalho para a sua criação começaram em junho de 2019.

A elaboração seguiu recomendações do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Esses documentos são ferramentas inovadoras que, aliando prática e teoria, dão respaldo para o profissional realizar seu trabalho com mais segurança, bem como o paciente ter atendimento de maior qualidade.