14/01/2022

Nota sobre agressão sofrida por enfermeira em Corumbá (MS)

Caso ocorreu nesta quarta-feira (12)

O Coren-MS considera inaceitável a violência da qual foi vítima uma enfermeira de 44 anos, na tarde desta quarta-feira (12), em uma unidade de saúde do município de Corumbá.

A profissional registrou boletim de ocorrência. Nele, relata ter sido agredida fisicamente por paciente que se recusou a passar por classificação de risco antes de testar para covid-19.

A classificação de risco é um protocolo dos sistemas de saúde. Já questões como a demora no atendimento e a insuficiência de profissionais, por exemplo, se devem a problemas estruturais. A Enfermagem não pode ser penalizada por seguir ritos e nem pelo que não está ao seu alcance resolver.

Reforçamos que os profissionais da categoria não devem ser alvos da insatisfação da população e, sim, respeitados como patrimônio humano que está à serviço da saúde de todos. Estão disponíveis para ajudar a melhorar os serviços nas unidades de saúde as Ouvidorias do SUS, das Secretarias de Saúde e a do próprio Coren-MS e demais Conselhos Profissionais.

Será instaurado processo administrativo para apurar os fatos tratados nesta nota. O procedimento poderá resultar em pedido de desagravo público do caso.

Os profissionais da saúde precisam estar seguros no exercício de suas funções. O Conselho pede às autoridades ações para proteger a Enfermagem da violência e se coloca à disposição para receber denúncias.