08/06/2020

Máscaras e protetores faciais são entregues a profissionais de Dourados por conselheiros

Município é o que registra maior número de casos de COVID-19 em MS

Conselheiro orienta enfermeiras quanto a uso de protetor facial

Entre os meses de maio e junho, centenas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) foram distribuídos aos profissionais de enfermagem da rede pública de Dourados pelo Coren-MS. Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem do HU/UFGD, Hospital da Vida, Hospital Indígena Porta da Esperança, UPA e unidades básicas de saúde da família do município já estão fazendo uso de máscaras e protetores faciais entregues.

Durante as entregas, presidente do Coren-MS tirou dúvidas de profissionais de Dourados

Neste sábado (6), o presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte e o conselheiro Dr. Cleberson Paião finalizaram a terceira etapa de entregas destinadas aos profissionais de Dourados. Enfermeiros e enfermeiras responsáveis pelas equipes das unidades básicas de saúde buscaram máscaras do tipo PFF2 na subseção do Conselho e, na oportunidade, aproveitaram para tirar dúvidas e receber orientações.

Fiscalizações realizadas pelo Conselho nos serviços de saúde pública de Dourados nos últimos dias causaram preocupação quanto ao grande risco de contaminação, ao serem constatados uso de aventais e máscaras inadequados pelos profissionais da saúde. Há também casos como de falta de equipamentos essenciais para a assistência a pacientes com COVID-19, como no Hospital da Vida. Os gestores foram notificados e deverão adequar os serviços e prover as necessidades dos profissionais.

Concentração de casos – Atualmente, o município é o que tem maior número de casos de COVID-19 em Mato Grosso do Sul, segundo boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MS).

Técnica de enfermagem e irmã fizeram doação de protetores faciais ao Coren-MS

“Pensando no crescente número de casos e na falta de EPIs adequados constatada em nossas fiscalizações, priorizamos Dourados na entrega do material que dispomos atualmente”, justifica o conselheiro Dr. Cleberson Paião.

Registro da entrega ao Hospital Indígena Porta da Esperança

O presidente do Coren-MS destaca que as doações solidárias do Coren-MS não eximem os gestores da responsabilidade de fornecer condições ideais para o trabalho dos profissionais.“É direito do profissional receber EPI em quantidade e qualidade adequados. Acionamos o Ministério Público do Estado, inclusive, para acompanhar situações mais graves como a rede básica de Dourados e cobrar providência dos gestores”, comenta.

Origem das doações – As máscaras PFF2 foram adquiridas pelo Conselho Federal de Enfermagem, em compra emergencial para atender os profissionais mais expostos aos riscos do vírus. As unidades recebidas em um primeiro lote foram distribuídas aos Conselhos Regionais para entrega.

Já os protetores faciais entregues em Dourados foram doados por duas técnicas de enfermagem de Mato Grosso do Sul, que têm parentesco com funcionário de uma empresa fabricante do material.