15/08/2018

Enfermeira responsável por programa de prevenção alerta para os riscos do colesterol

No dia 8 deste mês foi comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol

Foto: Arquivo pessoal

A coordenadora de enfermagem da Unimed, Dra. Claudenice Valente, uma das responsáveis pelo projeto “Viver Bem” do hospital, programa que ajuda as pessoas que estão com as taxas do colesterol fora do permitido, diz que a melhor prevenção é ter uma alimentação saudável, além de praticar exercícios físicos. No dia 8 deste mês foi comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, criado pelo Ministério da saúde para conscientizar as pessoas sobre os riscos da doença.

“Uma alimentação inadequada, com muita gordura pode mudar as taxas do colesterol no indivíduo. O colesterol não é uma coisa ruim, mas alterado pode causar problemas no organismo”, explicou a Dra. Claudenice.

“A gordura, o lipídeo, ajuda na formação das membranas das células, ajuda na síntese de hormônios. Também ajuda no metabolismo de vitaminas, então o colesterol em seu padrão normal é bom para o corpo”, acrescentou.

A Doutora explica ainda que em alta quantidade e circulante pelo corpo em função de alimentos não saudáveis o fígado não consegue excretar o colesterol. Dessa forma começam a se formar placas que por sua vez grudam nos vasos sanguíneos e inicia assim o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Conforme a coordenadora de enfermagem, o nível ótimo deve ser menos de 100 ml por decilitros, normal 101 a 130, e de 131 a 160 ainda é normal indicando para alto, taxa que já merece uma atenção por parte do indivíduo.

“Viver Bem”

É importante  sempre considerar os valores do colesterol HDL (bom), do colesterol LDL (ruim) e o dos triglicerídeos para analisar o risco da pessoa de desenvolverem doenças cardiovasculares. O hospital onde a Dra. Claudenice trabalha como coordenadora de enfermagem, onde existe o projeto “Viver Bem” atua na prevenção da doença ou até mesmo no tratamento dos que já estão com índices ruins.

“Temos o atendimento hospitalar, mas temos também a parte ambulatorial e de prevenção de saúde”, explicou.

“No programa, nós referenciamos os pacientes para os tratamentos. O Viver Bem é composto por enfermeiros, médicos, fisioterapeuta e nutricionistas. É uma equipe multidisciplinar que faz esse atendimento na prevenção”, afirmou.

Desse modo a equipe multidisciplinar acompanha o quadro clínico das pessoas, Claudenice alerta a importância dos acompanhantes de cada paciente, é preciso que eles também se atentem aos procedimentos de prevenção para que isso não ocorra somente no hospital, mas que seja feito no dia a dia do paciente.

De acordo com a profissional de enfermagem, nos dias de hoje com alimentos sem valores nutritivos e pessoas sedentárias o colesterol afeta tanto crianças como adultos, então é importante que toda a sociedade se atentem aos riscos. A prevenção ainda é a melhor solução para evitar problemas futuros.

 

 





  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean
  • vagas enfermagem