27/05/2020

Em Corumbá, Coren-MS leva atendimento e empossa comissão ética da Santa Casa

Conselheiros estiveram no município para orientar equipe e disponibilizar serviços essenciais

Na última quinta-feira (21), o presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte e as conselheiras Dra. Nívea Torres e Carolina Morais estiveram em Corumbá para levar serviços essenciais aos profissionais de Enfermagem e empossar a nova comissão ética da Santa Casa.

Foram atendidos dezenas de profissionais corumbaenses e moradores da cidade vizinha, Ladário. Eles puderam realizar serviços como inscrição profissional, regularização cadastral e transferência.

Presidente do Coren-MS conversa com profissionais empossados

Em visita à Santa Casa para a posse da comissão, o presidente do Coren-MS conversou com o grupo sobre o enfrentamento à COVID-19 na instituição e falou sobre como seguir os princípios éticos da profissão pode resguardar toda a equipe de atos de negligência, imprudência e imprudência.

A nova comissão ética do hospital é formada pelos enfermeiros Dr. Claudio Muller Monteiro Silva (presidente da comissão), Dra. Heide Sue Hellen Hiran Lozada, Dra. Glaucia Assumpção Lyra, e pelas técnicas de enfermagem Adriana Pereira Fernandes e Laura Gregório de Almeida.

A nova comissão de ética da Santa Casa de Corumbá

“A missão de vocês é pedagógica: divulgar o Código de Ética da Enfermagem e, embora sem poder punitivo, representar o Coren-MS na instituição onde trabalham. A comissão estará zelando pelo trabalho de toda a Enfermagem da Santa Casa a partir de agora”, disse o Dr. Sebastião.

Função das Comissões de Ética em Enfermagem – De acordo com a Resolução Cofen nº 593/2018, as Comissões de Ética de Enfermagem devem obrigatoriamente ser constituídas em instituições de saúde que contam com 50 ou mais trabalhadores da área. Em caso de número inferior a esse, a criação é facultativa.

As comissões representam o Conselho Regional de Enfermagem de sua jurisdição na instituição de saúde em se tratando de temas relacionados à divulgação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem; divulgam e zelam pelo cumprimento da Legislação de Enfermagem vigente; identificam as ocorrências éticas e disciplinares na instituição de saúde onde atuam; recebem denúncia de profissionais de Enfermagem, usuários, clientes e membros da comunidade referente ao exercício profissional da Enfermagem; elaboram relatório, restrito à narrativa dos fatos que ensejaram a denúncia, anexando documentação, se houver, relativa a qualquer indício de infração ética e assessoram a diretoria/chefia/coordenadora de Enfermagem da instituição, nas questões ligadas à ética profissional. Essas e outras atribuições estão todas descritas na resolução.