11/07/2018

Deputados aprovam lei que proíbe curso EaD para profissionais da saúde no MS

O projeto passa agora pela análise do governador Reinaldo Azambuja

Foto: Assessoria ALMS

Foi aprovado em segunda votação, com 18 votos favoráveis e nenhum contrário, o projeto de lei de número 00118/2018 do deputado, Dr. Paulo Siuf, que dispõe sobre a proibição da formação profissional dos cursos de nível médio/técnico da área de saúde, na modalidade ensino à distância (EAD), na sua totalidade. A votação aconteceu na tarde desta quarta-feira (11) na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

“Não estamos totalmente contra os cursos a distância, essa modalidade é boa, estamos apenas dizendo que para os profissionais da saúde não é uma prática favorável. Em outras áreas o ensinos a distância pode ser usado”, disse Siuf.

De acordo com a assessoria de comunicação do Deputado, Paulo Siuf, o projeto passa agora pela análise do governador, Reinaldo Azambuja, isso pode levar 15 dias. A votação para o nível superior ficará para depois do recesso dos parlamentares.

Coren-MS

O presidente do Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte, e a conselheira, Sra. Carolina Lopes de Morais,  estiveram na ALMS para acompanhar a votação. Dr. Sebastião alegou, em relação a modalidade EaD, que sua maior preocupação é com a formação dos futuros profissionais.

“Que a educação seja segura e evite que o futuro profissional vivencie dilema ético em decorrência de uma formação deficiente”, afirmou.





  • BannerLateralMunean
  • vagas enfermagem
  • BannerLateralAnjosEnfermagem