11/06/2018

Cursos EaD estão com os dias contados em MS

Projetos de Lei, apresentados em Audiência Pública na ALMS, pretendem acabar com cursos EaD

Foto: Assessoria AlMS

Dois Projetos de Lei, apresentados em Audiência Pública na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), na última sexta-feira (8), pretendem acabar de vez com os cursos na modalidade EaD (Educação a Distância), na área da saúde, em Mato Grosso do Sul.

Representantes dos conselhos de saúde do Estado participaram da Audiência que debateu o risco do aumento dos cursos á distância. De acordo com a coordenadora da FCFAS (Comissão de Educação dos Fóruns dos Conselhos Federais da Área da Saúde), Zilmar Costa Fernandes, a quantidade de vagas em cursos dessa modalidade teve um aumento de 124% no Brasil, por curso, com um aumento real de 3.625%.

O deputado, Paulo Siuff, com base nos dados e conhecendo os riscos, apresentará nesta terça-feira (12), em Sessão Ordinária, dois projetos de lei que pretendem acabar com cursos EaD, na saúde, em Mato Grosso do Sul. Uma matéria trata sobre cursos de nível superior e a outra, a respeito de qualificações em nível médio.

Fiscalização do MEC

Conforme Zilmar Costa, os cursos a distância deveriam oferecer aos alunos as mesmas atividades que são realizadas nas modalidades presenciais, o que não acontece atualmente. Ainda segundo a representante da FCFAS, o MEC (Ministério da Educação) não fiscaliza os polos, somente as instituições de ensino.

 

Fonte: ALMS





  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean
  • vagas enfermagem