28/08/2019

Coren-MS empossa novos membros da Comissão de Ética de Enfermagem do Hospital São Julião

Equipe de Enfermagem da unidade hospitalar é formada por seis membros

Conselheiros do Coren-MS e Comissão de Ética do Hospital São Julião – Fotos: Ascom/Coren-MS

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren-MS) empossou nesta terça-feira (27) dois novos membros para a Comissão de Ética de Enfermagem que atua no Hospital São Julião, em Campo Grande.

Comissão tem duas novas profissionais

A Comissão agora é formada pela enfermeira Drª. Cleide Cardoso Saraiva (presidente da comissão); enfermeira Drª. Fabiana Nunes Carvalho Pisano (vice-presidente); enfermeira Drª. Thainná Higínea Rossetti Vanuchi (membro); técnica de enfermagem Srª. Elisângela Araújo Soares (membro); técnica de enfermagem Srª. Adriana Alves da Silva (membro); e técnica de enfermagem Srª. Valéria Candido Coxev (membro).

A posse foi realizada no auditório de plenário do Coren-MS, com a presença de conselheiros do Coren-MS e do presidente da autarquia, Dr. Sebastião Henrique Junior Duarte. “Conhecemos o Hospital São Julião e sua história, e hoje empossamos vocês como integrantes de uma comissão que tem a missão pedagógica de divulgar o Código de Ética da Enfermagem. Embora sem poder punitivo, vocês representam o Coren-MS no hospital e têm o dever de zelar pela ética no trabalho da Enfermagem”, disse o Dr. Sebastião Duarte.

Função das Comissões de Ética em Enfermagem – De acordo com a Resolução Cofen nº 593/2018, as Comissões de Ética de Enfermagem devem obrigatoriamente ser constituídas em instituições de saúde que contam com 50 ou mais trabalhadores da área. Em caso de número inferior a esse, a criação é facultativa.

As comissões representam o Conselho Regional de Enfermagem de sua jurisdição na instituição de saúde em se tratando de temas relacionados à divulgação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem; divulgam e zelam pelo cumprimento da Legislação de Enfermagem vigente; identificam as ocorrências éticas e disciplinares na instituição de saúde onde atuam; recebem denúncia de profissionais de Enfermagem, usuários, clientes e membros da comunidade referente ao exercício profissional da Enfermagem; elaboram relatório, restrito à narrativa dos fatos que ensejaram a denúncia, anexando documentação, se houver, relativa a qualquer indício de infração ética e assessoram a diretoria/chefia/coordenadora de Enfermagem da instituição, nas questões ligadas à ética profissional. Essas e outras atribuições estão todas descritas na resolução.





  • BannerLateral/e-dimensionamento
  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean