17/08/2021

Cofen normatiza atuação do enfermeiro em Pilates

O método de condicionamento físico possui foco na reabilitação de pacientes

Conselheira Tatiana Melo falou sobre a importância da ampliação do escopo da Enfermagem

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) aprovou, durante a 531º Reunião Ordinária de Plenário (ROP),  a Resolução Cofen 675/2021 que normatiza a atuação do enfermeiro na área de Pilates. Para atuar na reabilitação de pacientes ou como instrutor utilizando o método, o profissional graduado deverá comprovar especialização.

A conselheira relatora, Tatiana Melo, ressaltou a importância da ampliação do escopo da atuação da Enfermagem. “Essa aprovação é de grande avanço para a Enfermagem, visto que os profissionais que já são capacitados na área e o que ainda estão se especializando, agora terão respaldo legal para atuar com Pilates”, destacou.

A normatização teve início após uma consulta apresentada pelo enfermeiro Pedro Ferreira de Sousa Filho, do Coren-TO. Em resposta a este profissional, foi elaborado um parecer técnico, que ressaltou a legalidade da atuação dos enfermeiros em Pilates. Então, o Cofen abriu o tema para consulta pública. Após ampla participação popular, todas as contribuições foram consolidadas pela Câmara Técnica de Legislação e Normas (CTLN/Cofen) e a nova norma foi elaborada.

O método de condicionamento físico foi desenvolvido por Joseph Pilates, que atuou como enfermeiro na primeira guerra mundial. A treino possui foco na reabilitação física de pacientes e mistura força e flexibilidade. Grande parte dos exercícios são executados com a pessoa deitada.

A Resolução foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (9) e entrou em vigor a partir da sua publicação.

Fonte: Ascom – Cofen