29/11/2017

Cofen e Ministério da Saúde discutem cooperação em Saúde Sexual e Reprodutiva

Enfermagem tem papel essencial na Atenção Básica, especialmente na Saúde Sexual e Reprodutiva e no atendimento a mulheres

Comissão de Saúde da Mulher recebeu analistas do DDAHV/MS

A Comissão da Saúde da Mulher do Conselho Federal de Enfermagem recebeu, nesta terça-feira (28/11), analistas do Ministério da Saúde (DDAHV/MS) para discutir perspectivas de cooperação em Saúde Sexual e Reprodutiva.

“Há uma demanda nacional das mulheres que nos leva a refletir sobre formação, regulação e práticas da Enfermagem, de forma a assegurar o direito à Saúde Sexual e Reprodutiva”, avalia Herdy Alves, professor titular da Federal Fluminense do Rio de Janeiro e integrante da comissão.

As analistas Thais Oliveira e Mariana Rodrigues (DDAHV/MS) ressaltaram o papel essencial da Enfermagem na Atenção Básica, especialmente na Saúde Sexual e Reprodutiva e no atendimento a mulheres em situação de violência. O Protocolo de Saúde da Mulher respalda a atuação dos enfermeiros, inclusive quanto à requisição de exames, realidade consolidada há décadas no Brasil e normatizada pela Resolução Cofen 195/97.

Conselheira Fátima Sampaio enfatizou a importância do respaldo institucional do MS à atuação da Enfermagem

“A base da autonomia profissional, que tanto defendemos, é a realização da consulta de Enfermagem, e para que esta consulta tenha qualidade é necessária capacitação e respaldo institucional”, afirmou a conselheira federal Fátima Sampaio, que destacou a importância da cooperação entre o Cofen e o Ministério da Saúde. As entidades estudam possíveis parcerias, tendo em vista a promoção da integralidade na assistência à Saúde da Mulher.

 

Fonte: Ascom – Cofen





  • vagas enfermagem
  • BannerLateralMunean
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralAnjosEnfermagem