20/08/2018

A importância da higienização das mãos no combate as infecções hospitalares

Florence Nightingale foi uma das precursoras dos cuidados em higienização e combate a infecções

Higienizar as mãos é considerado uma das medidas mais importantes para reduzir as infecções nos serviços de saúde. Conforme a cartilha do Ministério da Saúde, as infecções hospitalares acompanham os hospitais desde sua criação por volta de 325 d.C.

De acordo com o artigo Higienização das mãos como prática do cuidar: reflexão acerca da responsabilidade profissional, publicado pela Revista Brasileira de Enfermagem, escrito por Aline Santa Cruz Belela-AnacletoI, Maria Angélica Sorgini PeterliniI, Mavilde da Luz Gonçalves Pedreira, desde Florence Nightingale os cuidados para o atendimento às necessidades da saúde são levado em consideração pela enfermagem.

No ano de 1854, Florence foi trabalhar juntos aos soldados feridos na Guerra da Crimeia já com o objetivo em mudar o modelo de atendimento aos pacientes. Nessa época a enfermaria que dava suporte aos feridos atuava de forma precária, com a falta de remédios, sem transportes dos doentes, com vários casos de infecções pós-operatória, não havia água potável, enfim um local insalubre sem as mínimas condições.

Porém Florence juntamente com sua equipe mudou o cenário com uma série de medidas que transformou o local. Higiene pessoal do paciente, utensílios individual, construção de uma cozinha, uma nova dieta aos pacientes, lavanderia e desentupimento de esgoto foram um dos vários meio que a enfermeira fez para reduzir as taxas de mortalidade.

Ainda de acordo com o artigo da Revista Brasileira, as infecções relacionadas à assistência à saúde, são estimadas em uma a cada 20 pacientes durante a internação. Portanto a HM (Higienização das Mãos) é um meio muito importante para redução das ocorrências.  O artigo aponta ainda que há mais de 150 anos existem evidências de que as mãos dos profissionais de saúde contribuem como um vetor de transmissão de microrganismo patogênico e que a higienização das mãos reduz de forma considerável a incidência de infecções.

Lavagem das mãos – dicas imporantes

O álcool em gel pode ser usado, porém se a mão estiver muito suja o aconselhável é usar água e sabão. O site Técnico em Enfermagem divulgou algumas 8 dicas importantes na lavagem das mãos.

Remover os adornos (joias, relógio, etc…);

Umedecer as mãos, punhos e antebraços;

Aplicar o sabão líquido;

Friccionar o sabão por 10 segundos, obedecendo a sequência:

Palma contra palma, realizando movimentos circulares;

Palma direita sobre o dorso da mão esquerda com os dedos entremeados e vice-versa;

Palma contra palma, friccionando a região interdigital com os dedos entremeados;

Dedos semifechados em gancho da mão esquerda contra a mão direita;

Movimento circular do polegar direito e esquerdo;

Movimento circular para a frente e para trás com os dedos fechados da mão direita sobre a palma da mão esquerda e vice-versa;

Evitar tocar a pia ou torneira;

Enxaguar com água corrente retirando totalmente o resíduo de sabão, com os dedos voltados para cima para que a água escorra das mãos para os punhos;

Enxugar as mãos com papel toalha;

Utilizar papel toalha para fechar a torneira.

Quando a intenção for um procedimento cirúrgico, deverá ser utilizado o sabão anti-séptico, uma escova com duas faces (esponja e escova com palito plástico) e será incluso o antebraço. E por fim a secagem deverá ser realizada com compressa estéril.

 

 





  • BannerLateral/e-dimensionamento
  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean
  • vagas enfermagem