17/05/2019

8ª Semana da Enfermagem aborda gestão e trabalho em Três Lagoas

Profissionais e estudantes do município participaram das atividades na Câmara Municipal

Sebastião Junior e Richardson Machado/Conferência “Sofrimento mental e organização no processo de trabalho” – Foto: equipe Coren/MS

A programação da 8ª Semana da Enfermagem em Três Lagoas começou na noite desta quinta-feira (16), na Câmara Municipal do município. O evento foi aberto com a conferência “Enfermagem, uma voz para liderar: saúde para todos”, ministrada pelo presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren-MS), Dr. Sebastião Junior Henrique Duarte. Na oportunidade, ele também falou sobre a campanha global Nursing Now.

Nesta sexta-feira (17), segundo e último dia de atividades, o Dr. Dennis Pereira Junior realizou a conferência “Gestão de riscos para a melhoria da qualidade”. Atuando há cerca de três anos na área, em Campo Grande, o enfermeiro considera urgente que se discuta mais o assunto. “Muitas vezes ficamos focados em praticar e falar de assistência, e esquecemos de trabalhar a parte administrativa do trabalho do profissional da Enfermagem. Acontece que, se não houver uma boa gestão, a assistência fica sujeita a erros”, alertou o palestrante.

Durante conferência, Dennis apresentou ao público as ferramentas disponíveis para prevenir erros no processo de trabalho. “Precisamos ajustar os métodos de trabalho para proteger a nós mesmos e os nossos pacientes. Se as etapas de trabalho não estiverem bem definidas, o profissional fica mais suscetível ao erro”.

O Dr. Richardson Miranda Machado, professor da Universidade Federal de São João del-Rey (UFSJ), também participou do evento, falando sobre “Sofrimento mental e a organização do processo de trabalho”. O docente acredita que esse é outro tema que não pode esperar mais para ser amplamente discutido.

“O enfermeiro é um profissional que cuida da saúde do outro, mas que acaba esquecendo de cuidar da própria saúde. Os próprios programas de saúde acabam excluindo esse profissional, como se ele não adoecesse, mas não é assim”, disse. Ele orientou aos profissionais e estudantes presentes que promovam a saúde de si e uns dos outros, a fim de trabalharem a autopercepção e prevenirem doenças mentais ocupacionais. “É preciso cuidar de quem cuida”, finalizou.

 





  • BannerLateral/e-dimensionamento
  • BannerLateralAnjosEnfermagem
  • banner_anaiss1-e1349203955613
  • BannerLateralMunean
  • vagas enfermagem